Sedentarismo é inimigo da saúde do coração.

Sedentarismo é inimigo da saúde do coração.

O que é sedentarismo?
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o termo sedentarismo diz respeito à ausência ou insuficiência de atividade física. Uma pessoa é considerada sedentária quando gasta menos de 2200kcals com atividade ao longo de uma semana.
Que males o sedentarismo pode causar?
O sedentarismo não provoca apenas a obesidade. A inatividade pode causar uma série de problemas de saúde que não necessariamente estão relacionados ao excesso de peso. Um deles é a elevação do colesterol ruim. Além dele, existem outras consequências. Confira a seguir:
Doenças cardiovasculares: A falta de atividade física pode causar aumento da pressão arterial, entupimento de artérias, infarto ou acidentes vasculares.
Diabetes: O sedentarismo faz com que o organismo tenha dificuldade de encontrar o equilíbrio entre a produção ideal de insulina e seu consumo. Isso tende a se desenvolver num quadro de diabetes e demandar uso de medicamentos para controle da doença.
Ansiedade: Quando nos exercitamos, nosso corpo passa a produzir maiores quantidades de hormônios benéficos, como a dopamina e a endorfina. O sedentarismo faz o contrário: estimula a produção de cortisol, hormônio do estresse e da ansiedade.
Problemas nos ossos e músculos: O fortalecimento do tecido ósseo e muscular depende da prática regular de atividade física. Quem é sedentário prejudica a fixação de cálcio e proteínas nesses órgãos, o que pode gerar osteoporose, entre outras doenças relacionadas.
O que fazer para evitar o sedentarismo?

Fazer um trecho até o trabalho caminhando: Quem usa transporte público pode descer uma ou duas paradas antes do destino e concluir o trajeto caminhando. Você notará os efeitos dessa prática em sua maior disposição e concentração nas atividades.
Usar menos o carro: Que tal deixar o carro na garagem e ir a pé até a padaria ou supermercado? Caso não seja possível, outra opção é estacionar a 2 ou 3 quarteirões de distância e caminhar até o local.
Use escadas: Apertar o botão do elevador é quase automático. Tente se livrar desse hábito subindo alguns lances de escada, seja no trabalho ou residência, caso more em apartamento. Suba o quanto conseguir e vá aumentando a frequência aos poucos.
Pedalar: A presença de ciclovias já é uma realidade em diversas cidades do Brasil. Vale a pena considerar se deslocar até o trabalho ou universidade pedalando. Além de combater o sedentarismo, você realiza uma atitude mais sustentável.
Dançar: Se você é apaixonado por playlists animadas, use isso a seu favor. Tire alguns minutos do seu dia para afastar os móveis, aumentar o volume e dançar sem medo de ser feliz. Isso vai estimular a produção de endorfina, hormônio da felicidade.